Categorias



Prevenção do suicídio é tema para ser abordado o ano todo

26/09/2019 - Publicado por: Pedro Bortoloti Jr - Categoria: Saúde - Tags: saude setembro amarelo suicidio estatistica dados solucao campanha

O Setembro Amarelo, que tem como temática a conscientização sobre a prevenção do suicídio está terminando, mas as ações desta natureza não podem ser restritas a este período do ano. Um trabalho contínuo e desenvolvido com alunos dos nonos anos desde 2018 envolve a “Árvore da Vida”. A metodologia, que engloba uma atividade em grupo por cerca de duas horas, já beneficiou cerca de 15 mil estudantes (a meta é 20 mil). A proposta é identificar situações particulares para encaminhamentos específicos. Das escolas da rede municipal poucas ainda não debateram a temática, outras cinco instituições de ensino da rede estadual estão agendadas e quase a totalidade da rede particular recebeu a dinâmica. “A ideia é envolver, em 2020, os pais, uma vez que são poucos os fatores externos que levam ao suicídio infantojuvenil. Muitos casos têm relação direta com o ambiente e com o relacionamento familiar”, pondera a coordenadora do trabalho e gerente de saúde mental do Centro de Atenção Psicossocial, Denise Thum (foto).



A falta de diálogo com a família causa sofrimento em muitos adolescentes, levando-os à automutilação, uma agressão ao próprio corpo já considerada problema de saúde pública. “O melhor do trabalho envolvendo a árvore da vida ocorre quando há o acolhimento da dor do outro no próprio grupo”, pondera.

Uma das preocupações dos profissionais envolvidos com o trabalho é a Iatroginia, tratamento correto com desdobramento infeliz. “Por esta questão, o assunto deve ser abordado de forma muito profissional e com muito cuidado”, explica.

O Programa será repassado amanhã (27) para 100 profissionais da área de saúde de todo o Estado, na Católica, das 8 às 17 horas. Trata-se da capacitação “Prevenção ao Suicídio – da teoria à prática”. O objetivo é formar multiplicadores para a aplicação da dinâmica da “Árvore da Vida”, utilizada pelo Grupo de Prevenção ao Suicídio de Jaraguá do Sul. No sábado (28) haverá orientação e divulgação no supermercado Cooper, das 8h30 às 12h30. A expectativa é envolver cerca de três mil pessoas. Outras abordagens de mesma natureza, em supermercados, ocorreram em outras datas, também envolvendo cerca de três mil pessoas.

Onde buscar ajuda?
– Familiares e amigos: conte o que está acontecendo;
– CAPS e Unidades Básicas de Saúde (Postos de Saúde da Família, Unidades Básicas de Saúde). Fones: 3276-0604, 3370-6595 e 3370-5693;
– SAMU (192), Pronto-Socorro e Hospitais;
– Centro de Valorização da Vida – 188 (ligação gratuita).

 








Programação para o Setembro Amarelo 2019


27/9 - Capacitação “Prevenção ao Suicídio – da teoria à prática”
, das 8 às 17 horas, na Católica. São 100 vagas para profissionais de saúde do Estado Santa Catarina. O objetivo é formar multiplicadores para a aplicação da dinâmica da “Árvore da Vida”, utilizada pelo Grupo de Prevenção ao Suicídio do município de Jaraguá do Sul.

28/9 – Divulgação e orientação no Supermercado Cooper, das 08h30 às 12h30.
 


Sinais de alerta a serem observados na criança e no adolescente:
- Isolamento (afastar-se da família e dos amigos, trancar-se constantemente no quarto, desinteresse por conversas sobre o dia);
- Perda de interesse pelas atividades que costumava fazer;
- Piora no desempenho escolar ou participação na escola;
-Mudança na alimentação (perda de apetite ou alimentação descontrolada e/ou não compartilhamento dos momentos de refeição);
- Mudança no sono (aumento/diminuição nas horas de sono);
- Baixa tolerância a frustrações e manifestação de sentimentos de inferioridade;
- Sentimento de rejeição na escola ou na comunidade;
- Tristeza, irritação ou crises de raiva infundadas e frequentes;
- Comportamento autodestrutivo (colocar-se em situação de risco, ferir o próprio corpo), abuso de bebidas alcoólicas ou outras drogas;
-Postagem nas redes sociais com conteúdos destrutivos ou ameaças entre si;
- Interesse anormal por programas televisivos violentos ou filmes de terror;
- Fala sobre morte e suicídio ou tentativas de suicídio anteriores.

O que fazer para proteger a criança e o adolescente:
- Estar próximo e disposto a ouvir e dialogar;
- Dialogar com os filhos sobre suas realizações, planos, angústias;
- Estar atento para identificar o momento de buscar de ajuda profissional;
- Estar disponível para entender e acolher o que é falado pelo filho, criança ou adolescente pelo qual é responsável;
- Estimular ao confiança da criança, em suas capacidades, conquistas e superação de desafios, ajudando-os a lidar com as situações;
- Incentivar a procura de ajuda de pessoas de confiança em momentos de dificuldades;
- Apoiar a participação social em espaços coletivos;
- Estimular a interação com colegas da escola, professores, vizinhos e orientar para bons relacionamentos.





 




Jaraguá do Sul - SC - CNPJ: 83.102.459/0001-23 - Rua Walter Marquardt, 1111 - Barra do Rio Molha - 89259-565 - Caixa Postal 421 - Fone: (047) 2106-8000