Categorias



Técnicos da UFSC percorrem áreas de risco do município

26/01/2011 - Publicado por: Webmaster - Categoria: Defesa Civil - Tags:

Ref. Enxurradas - Boletim 020 – 26/01/2011 – 16h30.

Em entrevista ao setor de Comunicação da Prefeitura na tarde desta quarta-feira (26), o secretário da Defesa Civil, Jair Alquini, atribuiu ao excessivo volume de água, num curto espaço de tempo, o resultado de inúmeras ocorrências de deslizamentos de terra e alagamentos registrados na semana passada em Jaraguá do Sul. No entanto, Alquini lembra que “construções em áreas de risco, principalmente as localizadas em encostas e à beira de rios, também contribuem, em muito, para o agravamento da situação. Temos que normatizar as ocupações. Quem quiser construir deve, antes de qualquer coisa, procurar as autoridades competentes para obter autorização. Até o ano passado, tínhamos cerca de 20 mil pessoas em áreas de risco. Hoje, esse número deve ser maior”.

Desde terça-feira (25) à tarde, os técnicos do Centro Universitário de Estudos e Pesquisas sobre Desastres (Ceped), da UFSC, geólogo Joel Pellerin e o geógrafo José Henrique Vilela, estão em Jaraguá do Sul vistoriando as áreas de risco em diferentes pontos do município. Nesta quinta-feira (27), eles sobrevoarão os bairros mais atingidos para registro de movimentação de solo e identificação de residências em pontos vulneráveis. De acordo com Alquini, “os técnicos estão percorrendo áreas pré-determinadas pela Defesa Civil do município, caracterizadas por considerável densidade ocupacional e pela exposição ao risco. Muitas famílias já foram avisadas para deixar suas residências. Queremos, acima de tudo, preservar vidas”. Pellerin e Vilela permanecem em Jaraguá do Sul até a manhã de sexta-feira (28), quando retornam a Florianópolis para dar início a um relatório.






Jaraguá do Sul - SC - CNPJ: 83.102.459/0001-23 - Rua Walter Marquardt, 1111 - Barra do Rio Molha - 89259-565 - Caixa Postal 421 - Fone: (047) 2106-8000