Categorias



Pioneira da Ajinc já mira num futuro paraolímpico

09/07/2019 - Publicado por: Emerson Gonçalves - Categoria: Esportes - Tags: luiza natacao pioneira

Luiza Possamai começou a nadar devido ao receio dos pais que ela se afogasse na piscina da família e hoje coleciona medalhas conquistadas dentro d’água

O sonho de disputar uma Paraolimpíadas. Por um instante, a jovem Luiza Possamai olha para a piscina do Clube Acaraí onde treina toda a semana desde os 11 anos e seu pensamento parece ir muito além das raias de competição. Mas não foi o fato dela ser portadora de mielomeningocele (doença que limita seus movimentos, principalmente, da cintura para baixo) que fez ela optar por este esporte. O “empurrão pra água” veio com o receio dos pais Giovane e Rosana Possamai de que ela e sua irmã mais nova pudessem se afogar se caíssem na piscina de casa. “Minha mãe morria de medo que isso acontecesse”, relembra bem-humorada.

Foi então, matriculada inicialmente no Clube Baependi, onde Luiza deu as primeiras braçadas. Não demorou muito e a garota logo se transferiu para a piscina da Sociedade Acaraí, no Jaraguá Esquerdo, onde treinam as equipes da Associação Jaraguaense de Incentivo à Natação Competitiva (Ajinc).

Sob o comando das técnicas Iara Fructuoso e Verônica Paciello os números de Luiza não demoraram a aparecer. “A conquista de quatro medalhas de ouro em sua primeira participação no Parajesc em 2018 a credenciou para uma vaga na delegação catarinense que disputou as Paralimpíadas Escolares em São Paulo, onde faturou quatro medalhas de ouro, uma de prata e uma de bronze”, observa a técnica, feliz com o desempenho da jovem nos quatro estilos. “Mas eu gosto mesmo é do nado livre (estilo crawl)”, emendou a garota. O benefício também veio fora da água. “Depois que comecei a nadar meu médico até me liberou da fisioterapia”,sorri.

A performance de Luiza também fez com que a nadadora jaraguaense fosse uma das 20 atletas selecionadas Camping Escolar Paralímpico, ocorrido em janeiro e mais recentemente no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo. “Acredito que tenha deixado os técnicos felizes com minha evolução e meu desempenho de janeiro para esta fase agora em junho. Me esforcei ao máximo. Desejo muito participar, no futuro, de uma paraolímpíada. De uma forma geral, minha participação foi boa”, avaliou Luiza que teve contato com alguns dos melhores paratletas do mundo em sua estada em São Paulo.

Pioneira – Independente do que fará de agora em diante, Luiza Possamai já escreveu seu nome na história de 20 anos da Ajinc já que é a primeira atleta paralímpica que atua pela associação, principal entidade fomentadora da modalidade natação no município. “Tenho a responsabilidade de incentivar outras pessoas que tenham a mesma deficiência que eu - num grau pior ou melhor que o meu – para que façam um esporte. É só você querer, porque sempre tem como fazer” afirma.

A treinadora Veronica Paciello concorda com sua atleta e vai mais longe “Não deixa de ser um divisor de águas no trabalho que realizamos aqui na Ajinc. Ela foi a primeira e hoje tem mais alguns com quem começamos a trabalhar. A Luiza deu um diferencial para nossa associação fazer este acolhimento das pessoas portadoras de necessidades especiais”, avaliou.















 




Jaraguá do Sul - SC - CNPJ: 83.102.459/0001-23 - Rua Walter Marquardt, 1111 - Barra do Rio Molha - 89259-565 - Caixa Postal 421 - Fone: (047) 2106-8000