Categorias



Imunização de crianças e gestantes está muito abaixo da meta

28/05/2020 - Publicado por: Pedro Bortoloti Jr - Categoria: Saúde - Tags: gripe h1n1 coronavirus coronavírus covid-19 campanha vacinação imunização fase etapa

Campanha de vacinação segue até 5 de junho

Termina no dia 5 de junho a Campanha de vacinação contra a gripe, que protege para o H1N1, H3N2 e influenza B.Trata-se da terceira etapa e, desta vez, o alvo envolve professores e auxiliares de sala, gestantes e puérperas (até 45 dias após o parto), adultos de 55 a 59 anos, pessoas com necessidades especiais e crianças de seis meses a menores de seis anos. Este grupo é o maior, com 20,3 mil pessoas a serem imunizadas. De acordo com a supervisora de imunização, Ana  Cristina Machado Kneipp, a vacinação em gestantes e crianças está abaixo do esperado. Do total de gestantes, apenas 825 (47,58%) receberam a dose. Entre as crianças o índice é menor, de 43,12% (4.832).  "São os grupos que mais nos preocupam. Infelizmente, isso é um reflexo de outros municípios também pelo que observamos Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI )", pondera.  As crianças, historicamente, não atingem a meta de 90% estabelecida pelo Ministério da Saúde. Nos últimos anos foram vacinadas, em média, 80% das crianças.

Há doses disponíveis em todas as 22 salas de vacinação do município. Até o momento foram imunizadas 34.760 pessoas; a  meta da Secretaria de Saúde é atingir 45 mil. “As equipes têm tomado todos os cuidados necessários para evitar o contágio com a covid-19, por isso os pais não precisam ter receio algum em se dirigir às unidades de saúde para imunizar os filhos. O mesmo vale para as futuras mães", tranquiliza Ana Kneip.

Idosos e profissionais da saúde, integrantes da primeira fase, iniciada em 23 de março, foram os grupos de maior procura por imunização. Nos idosos foram aplicadas 2,69 mil doses a mais (a estimativa do IBGE era de 11.750 e 14,4 mil foram imunizadas). O número de vacinas destinadas aos profissionais da saúde também foi acima da média (a previsão média dos anos anteriores, que era 2.336, passou a 3,2 mil).  A primeira etapa, destinada justamente para profissionais da saúde e pessoas com mais de 60 anos, resultou em cobertura 136% e 123%, respectivamente, num universo de 17.643 pessoas.  Segundo Ana, este grupo é, em geral, o que melhor adere à campanha. 

Na segunda etapa, a prioridade foram os profissionais da força de segurança e salvamento, caminhoneiros, motoristas de transporte coletivo e portuários, funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, população carcerária, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras transmissões clínicas especiais. Estima-se que cerca de 11 mil pessoas façam parte deste grupo e 7,9 mil foram imunizadas. Constam nesta soma os integrantes do sistema prisional.

É importante ressaltar que as pessoas das fases anteriores que ainda não se vacinaram também podem ser imunizadas. A vacina contra a gripe não imuniza contra o Coronavírus, mas o fato da população estar vacinada contra a gripe facilita o diagnóstico da Covid-19.

Índices de vacinação por grupos (meta mínima exigida é de 90%)

O grupo infantil é o que mais preocupa pela baixa adesão dos pais em aderir a prevenção. O panorama se repete em muitas cidades do estado e federações.
 
Crianças: 4.832 (43.12%);
Gestantes: 825 (47.58%);

Trabalhadores de saúde: 3.195 (136.7%);
Puérperas: 328 (115.09%);
Idoso: 14.448 (123.3%);

Pop. de 55 a 59 anos : 3.787 (65%);
Professores : 939 (76% até o momento em relação ao ano anterior);
Comorbidades: 6.701 ( 65% até o momento em relação ao ano anterior);
Pessoas privadas de liberdade : 446 vacinados;
Funcionários sistema prisional: 51 vacinados;
Força e segurança: 156 vacinados;
Pessoas com deficiências: 159 vacinados;
Caminhoneiros: 393 vacinados.

Público-alvo da terceira fase da campanha - de 6 de maio a 5 de junho
*Professores e auxiliares de sala, 
*Crianças de seis meses a menores de seis anos, 
*Gestantes e puérperas (até 45 dias após o parto), 
*Adultos de 55 a 59 anos 
*Pessoas com necessidades especiais
*Grupos das fases 1 e 2 continuam podendo se vacinar

Salas de vacinação
AMIZADE – Fones: 3371-0245 e 3275-2145 
Unidade Básica de Saúde Germano Hornburg 
Rua: Roberto Zimann, 841, Bairro Amizade.

BARRA DO RIO CERRO – Fone: 3376-1329 
Unidade Básica de Saúde Wolfgang Weege 
Rua: Feliciano Bortolini, 1246, Bairro Barra do Rio Cerro.

BOA VISTA - Fones: 3376-5797 e 3371-5833 
Unidade Básica de Saúde Rosivaldo Inosoja de Farias
Rua 1190 Francisco Jacomini 211.

SÃO LUÍS - CAIC – Fones: 3370-8710 e 3370-1749 
Unidade Básica de Saúde Renato Pradi 
Rua: Carlos Tribess, 150 , Bairro São Luís.

CHICO DE PAULO – Fone: 3275-0946 
Unidade Básica de Saúde Reinholdo Wuerges
Rua Erico Negherbon, 76, Chico de Paulo.

ESTRADA NOVA - Fone: 3276-0690
Unidade Básica de Saúde Mathilde Sebold Blunk
Rua Ingo Blunk, 110, Estrada Nova.

ILHA DA FIGUEIRA – Fones: 3370- 4014 e 3374-2733
Unidade Básica de Saúde Jaquelini Francener Ilha da Figueira 
Rua: João Sanson, 156, Bairro Ilha da Figueira.

JARAGUÁ 99 – Fone: 3376-4761 
Unidade Básica de Saúde Oscar Oldenburg 
Rua 502 Bertha Weege, s/n, Bairro: Jaraguá 99.

JOÃO PESSOA – Fones: 3307-5362 e 3370-2299 
Unidade Básica de Saúde Germano Sacht 
Rua: Iolanda Ruth Rohweder Sacht, Bairro João Pessoa.

NEREU RAMOS – Fone: 3276-0211 
Unidade Básica de Saúde Padre Antonio Enchelmeyer 
Rua: André Voltolini, 915, Bairro Nereu Ramos

RAU – Fone: 3371-9686 
Unidade Básica de Saúde Dr Alexander Otsa 
Rua Prefeito José Bauer, 557, Bairro Rau.

RIO DA LUZ – Fone: 3276-3163 
Unidade Básica de Saúde Cirilo Reinke 
Rua: Georg Reinke, 863, Bairro Rio da Luz.

RIO MOLHA – Fones: 3371-6340 e 3371-6350 
Unidade Básica de Saúde Amabile Pedrotti 
Rua: Adolfo Antonio Emmendoerfer, 2675, Bairro Rio Molha.

RIO CERRO II – Fone: 3273-1077 
Unidade Básica de Saúde Ricardo Roeder 
Rua: ROD SC 416, KM 26, Bairro Barra do Rio Cerro.

SANTA LUZIA – Fone: 3274-8149 
Unidade Básica de Saúde Ana Pretti Pedri 
Rua: Emídia Prestini Gacho, 101, Bairro Santa Luzia.

SANTO ESTÊVÃO – Fones: 3307-0316 e 3307-4681
Unidade Básica de Saúde Santo Estevão 
Rua: JGS 461, 1788, Localidade Garibaldi (zona rural).

SANTO ANTÔNIO – Fone: 3276-0570 
Unidade Básica de Saúde Dr. Agostinho Luis Bianchi 
Rua: Maximino Beber, 595, Bairro Três Rios do Norte.

TIFA SCHUBERT – Fone: 3376-6233
Unidade Básica de Saúde Dr. Luís Martins Gonçalves 
Rua: Annieta Mathias Enke, 550, Bairro Amizade.

VILA NOVA – Fones: 3372-1594 e 3370-6934
Unidade Básica de Saúde Adilson Bassani 
Rua: 25 de Julho, 576, Bairro Vila Nova.

VILA LENZI – Fone: 3371-6495 
Unidade Básica de Saúde Dr. Erich Kauffmann 
Rua: Onélia Hort, 208, Bairro Vila Lenzi.

VILA LALAU – Fones: 3371-8243 e 3275-3213  
Unidade Básica de Saúde Dr. Álvaro Batalha 
Rua: Dona Mathilde, 375, Bairro Vila Lalau.

UNIDADE BÁSICA CENTRAL – CENTRAL DE VACINAS – Fones: 3276-8900 e 3276-8912 
Rua Reinoldo Rau, 123, Centro. Horário de atendimento: 7h30 às 16h15.
 





Jaraguá do Sul - SC - CNPJ: 83.102.459/0001-23 - Rua Walter Marquardt, 1111 - Barra do Rio Molha - 89259-565 - Caixa Postal 421 - Fone: (047) 2106-8000