Categorias



Evento relembra massacres atômicos

06/08/2015 - Publicado por: Pedro Bortoloti Jr - Categoria: Cultura - Tags: paz hiroshima ganasaki

Três eventos programados pelo Museu da Paz e Associação Nacional dos Veteranos da Força Expedicionária do Brasil (ANVFEB) lembram hoje os 70 anos do primeiro lançamento de uma bomba atômica contra alvos humanos. O arsenal foi usado contra Hiroshima, no Japão, em 06 de agosto de 1945. Três dias depois, em 9 de agosto, foi a cidade de Nagasaki, também no Japão, a bombardeada.

O primeiro encerrou agora, com reflexões sobre a importância do culto pela paz. Autoridades, alunos e professores participaram de exibições culturais e refletiram sobre o uso de armas de destruição de massa. Outra sessão está programada para as 14 horas. Às 19 horas está previsto o Concerto pela Paz, com apresentações do Coral Municipal, do Grupo Musical do Centro de Convivência, além da Orquestra do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC). Este momento, considerado tradicional, é realizado desde 2009 pela equipe que coordena o museu.

Paralelamente, ocorre a mostra “Memórias da Guerra - Exposição Cultural - 70 anos do fim da 2ª Guerra Mundial, o Brasil no conflito”, aberta ontem (5), no Shopping Mueller, em Joinville. A exposição poderá ser conferida até domingo. A mostra é uma inciativa do próprio shopping, em parceria com o 62º Batalhão de Infantaria do Exército Brasileiro, em Joinville, além do Museu da Paz.

Informações históricas dão conta de que a bomba lançada sobre Hiroshima, apelidada de “little boy”, com quatro mil quilos, continha urânio, elemento radioativo. Cerca de 90 mil pessoas morreram naquele dia. Tudo ficou destruído num raio de dois quilômetros do epicentro e uma chuva radioativa contaminou áreas mais distantes. Já a bomba lançada sobre Nagasaki, três dias depois, composta de plutônio, matou cerca de 40 mil pessoas quase instantaneamente.


Os episódios atômicos, lembrados como eventos finais da II Guerra Mundial, provocaram a criação da Organização das Nações Unidas (ONU), com a função de ser a mediadora para os conflitos entre as nações, além de se iniciar e incentivar movimentos que propagam a cultura da paz. (Com informações do Museu da Paz)


Nas fotos o tsuru, ave sagrada do Japão
e símbolo da paz; e réplica do bombardeiro B-29,
que lançou a bomba atômica sobre Hiroshima










 




Jaraguá do Sul - SC - CNPJ: 83.102.459/0001-23 - Rua Walter Marquardt, 1111 - Barra do Rio Molha - 89259-565 - Caixa Postal 421 - Fone: (047) 2106-8000