Categorias



Covid-19: Portadores de comorbidades devem redobrar os cuidados

03/09/2020 - Publicado por: Pedro Bortoloti Jr - Categoria: Saúde - Tags: covid-19 coronavírus coronavirus prevenção vírus virus flexibilização decreto decretos comorbidades cuidados idosos

Aos poucos e como resultado da queda da curva de contágio do coronavírus, diversas atividades voltam a ser flexibilizadas em Jaraguá do Sul. Porém, especialistas recomendam que idosos e as pessoas que fazem parte dos grupos de risco mantenham o máximo de distanciamento possível, redobrando todos os cuidados. 

As comorbidades mais frequentes entre os pacientes que evoluíram a óbito em decorrência do coronavírus foram: doença cardiovascular (27) e diabetes mellitus (15). Em muitos casos, o mesmo paciente tinha mais de uma comorbidade, ou seja, uma combinação de fatores que aumentam os riscos. Na sequência das comorbidades mais comuns vieram os obesos, portadores de doenças pulmonares e de neoplasia - câncer -  (4 cada). Asmáticos  e doentes neurológicos também apresentaram contagem igual (3 cada). Os doentes metabólicos integram dois casos, seguidos de doentes renais, autoimunes e imunodeficientes, com a menor proporção (1 cada).

 Dos 34 óbitos registrados no Painel Covid, com atualização de ontem (2), quase a totalidade apresentava comorbidade. “Um caso apenas não se encaixa como comorbidade, mas trata-se de um integrante de grupo de risco por estar na faixa etária acima dos 70 anos”, explica o gerente de Vigilância Epidemiológica, Geovani Carvalho Lombardi.

Isso não significa que as pessoas saudáveis não possam morrer pelo vírus, mas coloca esse grupo em sobressalto. De acordo com o médico pediatra e integrante do Comitê de Combate ao Coronavírus, Rodrigo Ferreira de Souza, “o número de óbitos chamou atenção no último mês por tratar-se de doentes internados há mais de um mês em estado grave que, infelizmente, não apresentaram uma evolução esperada”, pondera. 

"Todos os cuidados de prevenção devem ser mantidos, especialmente nos grupos mais vulneráveis como os idosos e também com os que apresentam comorbidades”, alerta. 

 Cuidados básicos como higiene das mãos, uso de máscaras e  distanciamento social devem ser recomendados, além de todas as outras práticas previstas pela Cartilha de Boas Maneiras de Convivência Covid-19, elaborada pelo Comitê.

 Cuidados ainda são necessários para o enfrentamento do Coronavírus

 Por que devemos lavar as mãos frequentemente? 
O sabão rompe a membrana de gordura que os vírus possuem, fazendo com que "morram". Por isso, segundo a Organização Mundial da Saúde, lavar as mãos com água e sabão frequentemente é uma das principais formas de evitar a contaminação. A recomendação é fazer isso o tempo todo, principalmente ao entrar em contato com outras pessoas, ir à rua ou tocar em objetos de uso comum como maçanetas, botão do elevador e corrimão. Use sabão suficiente para que a espuma cubra toda a superfície das mãos. Use sabão suficiente para que a espuma cubra toda a superfície das mãos. A lavagem completa deve durar cerca de 50 segundos e ter os seguintes passos: Esfregue bem a palma das mãos; capriche na limpeza do espaço entre os dedos e também do dorso e do punho. Depois, seque com toalha descartável (em ambientes coletivos). Se a torneira não for automática, use a toalha de papel para fechá-la, ou lave a torneira antes de ensaboar as mãos.

Por que devemos ficar em casa? 
Como nosso organismo ainda não tem anticorpos para combater o novo coronavírus, ele é transmitido facilmente de um indivíduo para outro. Se as pessoas continuarem levando uma vida normal (indo trabalhar, frequentando lugares aglomerados), o número de pacientes com covid-19 tende a se elevar rapidamente e sobrecarregar o sistema de saúde. Os hospitais não conseguem atender adequadamente casos graves e o número de mortes aumenta.

 Máscara protege do coronavírus? 
O acessório é capaz de impedir que partículas maiores de secreções (saliva, por exemplo) contaminadas cheguem até seu nariz e sua boca. Além disso, evita que o doente espalhe secreções pelo ambiente. O Ministério da Saúde recomenda o uso  para todos (de tecido comum). 

Quais produtos de limpeza matam o coronavírus? 
Água e sabão, álcool 70% e água sanitária são os produtos mais indicados para higienizar ambientes e objetos e eliminar o novo coronavírus. (Cartilha de Boas Maneiras de Convivência Covid-19/PMJS e uol/vivabem).

 Dos 34 óbitos em Jaraguá do Sul: 
27 sofriam de doença cardiovascular; 
15 portavam diabetes mellitus; 
4 tinham obesidade; 
4 eram doentes pulmonares;
4 eram portadores de neoplasia; 
3 possuíam asma;
4 eram portadores de doença neurológica;
2 eram portadores de doença e metabólica;
1 tinha doença renal e 1 tinha doença autoimune.
Muitos pacientes tinham, inclusive, mais de uma comorbidade e um deles não apresentava comorbidades, porém fazia parte do grupo de risco, na faixa etária acima dos 70 anos.

 *O último decreto segue recomendações do Comitê Gestor com análise técnica dos  indicadores locais que mostram queda importante da velocidade de propagação da doença na cidade e redução significativa do número de internados, nas últimas quatro semanas. 

 Notícia relacionada aqui

 

 





Jaraguá do Sul - SC - CNPJ: 83.102.459/0001-23 - Rua Walter Marquardt, 1111 - Barra do Rio Molha - 89259-565 - Caixa Postal 421 - Fone: (047) 2106-8000