Arquivos


Programa de reciclagem fecha abril com saldo positivo

10/05/2016 - Publicado por: Pedro Bortoloti Jr - Categoria: Meio Ambiente - Tags: reciclagem natureza economia

A Fundação Jaraguaense do Meio Ambiente (Fujama) comemora saldo positivo sobre o fechamento da coleta seletiva do mês de abril. Os resultados mostram uma recuperação no número de cargas coletadas em relação a março (+4,8%), depois de sucessivas quedas em relação aos meses anteriores: entre janeiro e fevereiro (-14,7%) e entre fevereiro e março (-4,2%). Avaliando o peso estimado, a recuperação é ainda mais significativa: entre janeiro e fevereiro registrou-se queda de 7,8%; entre fevereiro e março, a redução foi de 10,8%; porém, entre março e abril, este índice aumentou 5,8%.

Em sua análise, o presidente da Fujama, Leocádio Neves e Silva, explica que há a necessidade de “comparar o que foi separado pela população como material reciclável e o total dos resíduos gerados na cidade”. Os estudos realizados demonstram que o material reciclável compreende 30,2% de todo o lixo gerado pela população da cidade. Em janeiro, o material reciclável alcançou 14,1% do total recolhido na cidade, enquanto que, em fevereiro, caiu para 12,9%. Em março, contabilizou-se 12,8% da participação do reciclável, índice parecido com o resultado de abril, com 12,5%. Estes resultados demonstram uma certa estabilização no primeiro quadrimestre deste ano. Silva destaca que, apesar da redução em relação a dezembro, quando o programa atingiu 23,7% dos materiais separados, estes números ainda colocam Jaraguá do Sul como um dos municípios que mais se empenham no reaproveitamento de materiais recicláveis no Brasil.


Desde setembro de 2013, o Recicla Jaraguá já evitou que mais de 10.650 toneladas de materiais recicláveis fossem para o aterro sanitário contratado para receber os resíduos do município. A redução do volume encaminhado ao aterro sanitário proporciona economia. Segundo Silva, o custo efetivo para a destinação dos resíduos urbanos até Mafra é de mais de R$ 330,00 por tonelada, incluindo a coleta, transbordo, transporte rodoviário e a destinação final, o que representa um gasto anual de mais de R$ 10 milhões. Há, também, ganhos sociais, como a geração de emprego e renda, e ambientais, com a recuperação de materiais pela indústria e a preservação dos recursos naturais. “Este comprometimento terá uma grande repercussão em um futuro próximo”, analisa.

Cada habitante produz, em média, cerca de 820 gramas de lixo todos os dias, significando a geração de mais de 100 toneladas por dia em Jaraguá do Sul. O Recicla Jaraguá transformou o hábito dos moradores da cidade com relação à reciclagem, mesmo em períodos em que o saco verde da coleta seletiva não é distribuído. Um dos motivos é o envolvimento dos estudantes na causa. “A separação do lixo também é incentivada nas escolas, o que favorece a propagação do programa”, calcula. A Fujama criou, em 2014, o Sacolix, personagem principal desta história, e vem trabalhando nas unidades educacionais com o uso de cartilhas em ações de Educação Ambiental. Para Silva, crianças e adolescentes são importantes multiplicadores das ações da Fundação e responsáveis pela mudança de hábitos em suas casas, pois conseguem compreender melhor a sua responsabilidade em relação às questões ambientais e, com isso, criam um cenário favorável no ambiente familiar.












 




Município de Jaraguá do Sul - SC - CNPJ: 83.102.459/0001-23 - Rua Walter Marquardt, 1111 - Barra do Rio Molha - 89259-565 - Caixa Postal 421 - Fone: (047) 2106-8000