Categorias



Abordagem Social busca identificar pessoas em situação de rua

31/10/2017 - Publicado por: Jorge Pedroso - Categoria: Social - Tags: abordagem social indentificacao pessoas situacao rua

Oferecido pela Secretaria de Assistência Social e Habitação e sediado no Creas Nova Brasília, o serviço de Abordagem Social vem trabalhando na identificação das pessoas em situação de rua no município. De acordo com o técnico de referência desse serviço, o psicólogo Robson Tscha Girardello, a meta, até dezembro, é ter um panorama inicial quanto ao número de pessoas que vivem nessas condições em Jaraguá do Sul. “Entende-se que está em situação de rua toda pessoa que utiliza esse espaço como forma de moradia ou sobrevivência”, informa, acrescentando que a iniciativa tem como objetivo identificar essas pessoas e auxiliá-las no acesso ao atendimento na rede de serviços, oferecendo a perspectiva de sua saída das ruas.

“Queremos saber quantas dessas pessoas e famílias que estão nas ruas do município vivem efetivamente em Jaraguá do Sul, quais utilizam este espaço como moradia e quem faz da rua seu meio de subsistência, com atividades de trabalho informal, como catador de material reciclável, por exemplo”, esclarece Robson Girardello. De acordo com ele, a intenção também é organizar um registro sobre grupos que costumam passar pela cidade – famílias de ciganos e de indígenas, principalmente –, tempo médio de permanência, a frequência e os períodos do ano em que retornam ao município.

SERVIÇO – Girardello explica que os casos de situação de rua são apenas um aspecto do serviço de Abordagem Social, que tem como finalidade a identificação de famílias e indivíduos em espaços públicos. “Trabalhamos sempre na perspetiva da garantia dos direitos, com a inclusão dessas pessoas na rede de serviços e nas demais políticas públicas”, enfatiza o psicólogo. Para isso, também busca-se identificar casos de trabalho infantil, exploração sexual de crianças e adolescentes, uso abusivo de crack, entre outras violações.

A partir da identificação de quem tem seus direitos violados, os profissionais desse serviço verificam a natureza das violações, as condições em que essas pessoas vivem, suas estratégias de sobrevivência, aspirações, desejos e relações estabelecidas com as instituições públicas. O atendimento consiste na construção de um processo de saída das ruas, quando possível, e viabilização de acesso à rede de serviços e a benefícios assistenciais. Neste sentido, promove-se ações para reintegrar o usuário do serviço à família e à comunidade, sempre que possível.

Embora a abordagem seja realizada prioritariamente por busca ativa – os profissionais vão aos lugares em que pode estar ocorrendo algum tipo de violação de direitos em Jaraguá do Sul, informações sobre pessoas em situação de rua podem ser passadas diretamente para a equipe de Abordagem Social, no Creas Nova Brasília, pelos telefones 3275-2343 ou 99930-1247 (com Afonso ou Robson), sendo verificadas conforme disponibilidade da equipe. Entretanto, se alguém quiser fazer uma denúncia formal, deverá ligar para a Ouvidoria (156). Casos que envolvam crianças e adolescentes devem ser denunciados ao Conselho Tutelar e/ou Disque 100.

ESCLARECIMENTO – A equipe do serviço de Abordagem Social esclarece que NÃO atende os seguintes casos: pessoas que estejam machucadas ou acidentadas (deve ser chamado o Corpo de Bombeiros, ligando para 193); pessoas em surto psicótico (acionar o Samu, ligando para 192); pessoas que se apresentem de maneira violenta ou com ameaças (ligar para o número 190, com a Polícia Militar).



 




Município de Jaraguá do Sul - SC - CNPJ: 83.102.459/0001-23 - Rua Walter Marquardt, 1111 - Barra do Rio Molha - 89259-565 - Caixa Postal 421 - Fone: (047) 2106-8000